Telecapacitados.

TIC - Teleservicios en la Sociedad de la Información y el Conocimiento. International Development Research Center.

Teletrabalho para a inclusão trabalhista das pessoas com deficiência

YouTube: Video Telecapacitados
Libro
Sonowebs: Escuchar noticia
Descargue el libro Telecapacitados en versión digital

Libro
Tipo de archivo: PDF.
Tamaño: 6.81 MB.



Descargue la Resolución 1421/09

Libro
Tipo de archivo: PDF.
Tamaño: 218 KB.



Errepar
Lea el resumen de la investigación

Objetivo Geral

Realizar uma análise sobre a situação sócio-trabalhista e o perfil das pessoas com deficiência, em nove países da América Latina, com o intuito de fornecer uma estimativa sobre o treinamento em TIC e o teletrabalho, se constituem uma alternativa para a inclusão trabalhista destas pessoas.

Objetivos Específicos

  1. Gerar informação quantitativa sobre o treinamento em TIC e a situação trabalhista das pessoas com deficiência. Estimar o número de potenciais teletrabalhadores.
  2. Gerar informação qualitativa através da observação e relatar casos reais de teletrabalho de pessoas com deficiência com a finalidade de identificar o uso das TIC aplicadas ao trabalho e detectar como as leis e normas que foram propostas em cada país são aplicadas a fim de inserir as pessoas com deficiência no ambiente do trabalho.
  3. Difundir conceitos, avanços e resultados vinculados a esta pesquisa e propor recomendações de acordo com a análise dos objetivos específicos 1 e 2 aos diferentes atores: pessoas com deficiência, contratantes, OSC e governos.

Metodologia

Informação e compilação

Para saber se nos países da América Latina, que fazem parte desta pesquisa, existem condições culturais, sociais, políticas e tecnológicas para implementar o teletrabalho para pessoas com deficiência, a pesquisa tratará de encontrar respostas às perguntas constantes no quadro seguinte.

Eis a listagem dos países participantes:

  1. Argentina
  2. Brasil
  3. Chile
  4. Colômbia
  5. El Salvador
  6. México
  7. Peru
  8. República Dominicana
  9. Uruguai

Com o intuito de procurar estas respostas, serão utilizados dois approaches ou enfoques: o primeiro macro-social ou quantitativo e, o segundo, micro-social ou qualitativo.

O approach macro-social permitirá fundamentar enunciados com certo nível de generalidade para mostrar os aspectos quantitativos da pesquisa, relacionados com o primeiro objetivo específico.

O approach micro-social, por outro lado, salienta a natureza relativa das suas conclusões, pois são fundamentais para a interpretação das experiências, opiniões e seus significados que fazem sentidos somente dentro de um contexto situacional, concreto e limitado, referido aos casos pontuais que permitirão mostrar os aspectos qualitativos.

Esta divisão facilitará a análise da informação e permitirá relacionar ambas as perspectivas. Se considerássemos somente um dos approaches isso poderia nos levar a uma visão fragmentada, tendo em vista que ambos constituem uma realidade indivisível.

A compilação de dados qualitativos será realizada mediante um software a ser determinado pela equipe, com as características do Atlas TI.

Resultados esperados

Serão documentados os resultados da pesquisa em conformidade com o detalhe a seguir:

Objetivo Específico 1

  1. Relatório sobre os alcances dos conceitos e instrumentos de avaliação utilizados nas pessoas com deficiência.
  2. Relatório sobre a situação legislativa, salientando os aspectos que obstaculizam e/ou favorecem o teletrabalho em cada país e iniciativas legislativas em estudo.
  3. Relatório sobre as iniciativas detetadas para promover o teletrabalho para as pessoas com deficiência.
  4. Listagem das organizações detetadas que oferecem treinamento em TIC, para pessoas com deficiência, incluindo as características gerais dos programas envolvidos.
  5. Relatório sobre possíveis desenvolvimentos de ajudas técnicas detetadas e das facilidades para adquiri-las.
  6. Relatório numérico sobre o perfil demográfico e trabalhista das pessoas com deficiência.
  7. Relatório situacional sobre trabalho e deficiência(s).
  8. Relatório sobre tendências, relacionando variáveis que permitem estimar a quantidade de pessoas consideradas como teletrabalhadores potencias em cada país.

Objetivo Específico 2

  1. Relatório sobre estudo dos casos trabalhistas envolvendo teletrabalhadores portadores de deficiência.
  2. Relatório trabalhista sobre como são implementadas as ações e políticas em relação aos nossos entrevistados.
  3. Relatório sobre treinamento atual e comparando-o com o perfil dos teletrabalhadores. Relatório sobre o treinamento requerido para teletrabalhar.
  4. Relatório sobre as experiências detectadas no Setor Público.
  5. Relatório sobre a demanda de teletrabalhadores e estimativas sobre oportunidades futuras, de acordo com a receptividade detectada.
  6. Detalhe por escrito das opiniões recolhidas em cada país.

Objetivo Específico 3

  1. Site na Internet que seja acessível, com informação sobre teletrabalho e deficiências com as necessidades de informação detetadas. O site também deverá conter:
    • Informação sobre design acessível,
    • Glossário de termos sobre teletrabalho, deficiência e design para todos.
    • Será fornecida uma plataforma acessível de trabalho colaboracionista a distancia.
  2. Link a sites acessíveis sobre teletrabalho e deficiência.
  3. Livro "Telecapacitados"
  4. Vídeo "Telecapacitados"
  5. Recomendações serão propostas a fim de facilitar a inclusão trabalhista através do teletrabalho para as pessoas com deficiência.
  6. Será construída uma visão de futuro da inclusão das pessoas com deficiência através do teletrabalho em conformidade com a informação compilada.
Comisión TIC info@tic.org.ar